quarta-feira, 4 de março de 2015

Como Preparar um Tingidor da Cor do Mogno

     O grandes marceneiros sempre possuem grandes segredos e dicas e uma delas é como eles conseguiam e conseguem uniformizar a cor da madeira ficando com um lindo acabamento?  A dica  mais antiga vem com o uso do extrato de nogueira,  do vinagre preparado para envelhecer, da goma laca etc. Os dois primeiros produtos são para deixar a madeira com aspecto colonial ou envelhecido e a goma laca nacional ela funciona como um verniz de cor alaranjada. E para as cores de outras madeiras como o mogno, por exemplo?


     Como o mogno tem a cor avermelhada quase uma púrpura avermelhada os antigos usavam a anilina misturada com álcool para tingir. Precisa ser muito bom para chegar até o tom desejado porque existem diversos tons de mogno: uns são mais vermelhos, outros mais marrons, outros com a tonalidade mais forte e outras mais fracas etc.
     Dependendo da superfície que irá ser pintada é preciso escolher o material para tingir por exemplo: se a madeira estiver crua pode-se tingir com uma mistura de anilina com álcool na proporção aproximada de 4 partes de vermelho para uma porção de preto ou marron.


     Se o diluente for a base de aguarrás então a variação poderá ser de 4 partes de anilina vermelha para uma parte de marrom ou preta ou se quiser aproximar mais da cor real pode ser usada uma parte de betume ou tinta asfáltica. Nesse caso a mistura poderá ser passada diretamente sobre a madeira crua ou então ser diluída em vernizes sintéticos ou que podem ser diluídos com aguarrás.
     Se preferir que tingidor seja universal e poder ser usado em muitos tipos de vernizes e também selador é preciso trocar a aguarrás pelo thinner. Neste caso a mistura poderá ser passada em diversos tipos de superfícies como madeira, alvenaria e metais de preferência com uma pistola de pintura.
     Uma mistura muito interessante que o grande laqueador de móveis, o Pascoal, usava era uma mistura da tinta automotiva a base de nitrocelulose (duco) vermelha com uma tinta betuminosa ou betume na mesma proporção acima mencionada e diluída no selador de móveis. Para usar essa mistura é preciso ser um muito experiente no manejo da pistola de pintura porque senão deixará marcas na pintura.


     As proporções de tintas ou anilinas descrita neste post não são exatas porque elas podem variar muito conforme o gosto de cada pessoa, cada madeira ou superfície porque cada cor tem uma infinidade de tonalidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário