terça-feira, 14 de abril de 2015

Como Lustrar Madeira com Seladora

    Um móvel ou madeira quando está brilhante ela provavelmente está envernizada. Existem diversas técnicas para deixar o móvel brilhante que vai da cera até o verniz a base de PU - poliuretano e cada qual com o seu tipo de brilho. A cera deixa um brilho semi-fosco, a goma laca dependendo como ela é aplicada deixará um brilho semelhante ao do piano, o selador um brilho sem muito brilho, ou seja, um brilho mais natural e os vernizes um brilho mais forte podendo ser também fosco ou semi-fosco.
    Este post irá abordar a técnica de lustrar móveis ou madeiras com a seladora a base de nitrocelulose. A função da seladora é "selar" os poros da madeira evitando assim que ela absorva muita tinta ou verniz funcionando então como um fundo preparador da madeira.

     A seladora pode ser passada sobre a madeira ou móvel com uma pistola de pintura, pincel e também com uma "boneca", que é um punhado de estopa no formato de uma bola do tamanho de uma bola de tênis ou ping pong preparada conforme os passos a seguir:

     Pegue um punhado de estopa que sirva na palma da mão...


     Faça uma "bola" ...
     Esfregue a "bola" em uma superfície áspera como um piso de cimento ou um pedaço de madeira serrada e rústica até que a "bola" fique consistente...


     Para começar a falar de como lustrar a madeira ou móvel nada melhor do que contar uma história real.
     Ao comprar uma mesa de madeira, percebi que estava crua, sem pintura nenhuma somente lixada, o lustrador Osmar, grande profissional da área, chegou e me perguntou como eu queria a pintura da mesa. Como eu não entendia nada de pintura eu pedi uma explicação para que eu pudesse decidir. Cera, seladora, goma laca, verniz de vários tipos e tonalidades, resinas, revistas e fotos de móveis foram algumas das explicações oferecidas para mim. Vi um móvel muito bonito com um brilho diferente e decidi que seria daquele tipo, seladora a base de nitrocelulose.
     O Osmar foi buscar os materiais e retornou com a lata de seladora, o thinner, a estopa, uma lixa fina de grão 220 e uma palha de aço fina. Eu vi e pensei comigo: e o pincel? e para que a palha de aço?  O grande lustrador começou a trabalhar. Primeiro ele preparou a "boneca" conforme os passos anteriormente citado. Em seguida ele diluiu a seladora com o thinner na proporção de 70% de seladora com 30% de thinner. Vamos fazer uma pequena amostra nesse pedaço de madeira para acompanhar...


     A primeira demão com a "boneca", conforme ele explicou, é para selar a madeira, "fechar os poros" e a superfície fica áspera por causa das fibras que "arrepiam" literalmente. Depois dessa primeira demão é preciso usar a lixa fina para alisar a superfície áspera ( a vantagem de usar a seladora é a sua secagem que é praticamente instantânea)...

     Em seguida, o lustrador Osmar diluiu um pouco mais de thinner na seladora que estava preparada ficando em torno de 60% de seladora para 40% de thinner (todas essas medidas a seguir são apenas referência da aparência aproximada da mistura e não corresponde exatamente a proporção misturada), e com a "boneca" deu a segunda demão. Esperou um pouco e novamente sem pressionar muito a lixa, lixou toda a superfície da madeira...

     Na terceira demão ele dilui mais um pouco a mistura agora na proporção de 50% de seladora para 50% de thinner e passou novamente sobre a mesa. Esperou um pouco e dessa vez ele pegou a palha de aço e sem pressionar muito passou por toda a mesa. Nesse momento eu entendi a função da palha de aço.


     Estamos na quarta demão e eu pensei no tamanho da paciência do Osmar. Tem que gostar muito do que faz.
     Percebi que ele gostava mesmo e se entregava de corpo e alma no que fazia. Agora a proporção aparente foi de 40% de seladora e 60% de thinner e novamente foi passada mais uma demão. Novamente a palha de aço entrou em ação polindo toda a mesa.

     A quinta demão seguiu os passos das anteriores com a diluição aparente da mistura em 30% de seladora para 70% de thinner com movimentos primeiramente circulares e depois retas. As demão anteriores foram todas retas seguindo os veios da madeira. Ele disse que agora começaria a lustrar a madeira. Aguardou mais um pouco e novamente com a palha de aço passou por toda a mesa.

     A sexta e a sétima demão foram com a mesma mistura, agora já bem rala em torno de 25% de seladora com 75% de thinner somente para lustrar seguindo os passos anteriores.


     Quando finalizou a sétima demão o Osmar perguntou se estava bom ou era para continuar. Para mim já estava perfeito mas por curiosidade eu perguntei até quantas demãos ele iria. Ele respondeu que poderia continuar até chegar ao brilho de um "piano"; 9, 10, 15 demãos. Por curiosidade, os grandes lustradores de móveis famosos usavam e até hoje usam a goma laca indiana ( parecida com a casca da barata e por isso tem esse apelido) com essa mesma técnica para chegar à laca do piano. 

     Depois dessa "aula" ao vivo que tive pude fazer uma experiência similar com os móveis de casa.


Um comentário: